O golpe do balcão de negócios

#CPMFnão !!!

#CPMFnão !!!

Quando é que vamos mudar esse país de verdade, sem essa sensação de massa de manobra. Nas últimas semanas tivemos movimentos fortes do PMDB, ouvindo o seu presidente e vice-presidente da República, Michel Temer, dizer que a solução poderia acontecer com diálogo, equilíbrio e grandeza. Houve uma relembrança da capacidade de aglutinação de forças políticas para formar o governo Itamar Franco, pós-impeachment de Fernando Collor. E os comerciais partidários da legenda ocuparam em rede os canais de rádio e TV, repetindo isso como um mantra, ao largo do desgoverno PTista e lulodilmista, com a mensagem-tipo: vem com a gente.

Pelo andar da carruagem dá para perceber que daqui pra frente nada será diferente, ao contrário de música do rei Roberto Carlos. O cerco da Operação Lava Jato foi fechado e implicou a direção das duas casas do Congresso Nacional – Renan Calheiros (Senado) e Eduardo Cunha (Câmara dos Deputados), bem no momento em que chovem requerimentos de impeachment da presidente Dilma Roussef, alguns bastante calibrados, como o dos juristas Hélio Bicudo e Miguel Reale Júnior.

Sem perder o tom, patinando no pacote de ajustes fiscais – volta da CPMF, principalmente – para tentar acudir o país do fundo do poço, o governo federal passou a pulverizar propaganda estatal no rádio, televisão, jornais, revistas, internet etc. Paralelamente, os primeiros resultados das semanas em que Michel Temer comandou a articulação política começaram a concretizar nomeações em ministérios e empresas estatais.

O retrato nacional mantinha-se desolador. Lideranças políticas e figuras representativas da sociedade radicalizaram posições, buscando encurtar caminhos, com ênfase para o sentimento mais claro dos que entendem o sofrimento com a crise. Esses, como eu mesmo por meio de vídeo nas redes sociais, conclamaram os formadores de opinião ao raciocínio favorável ao impeachment do governo Dilma.

Antes desse desenlace, se os argumentos jurídicos prosperarem com as pedaladas fiscais ou com o uso ilegal de recursos financeiros na última campanha eleitoral da candidata PTista, o governo articulou a votação dos vetos presidenciais a dispositivos aprovados pelos parlamentares em oposição, na noite de terça-feira (22 de setembro). O ambiente foi favorável à manutenção dos vetos, graças ao PMDB que se subdividiu outra vez na história, seduzido pelo canto do Palácio do Planalto.

De lá vieram os sinais com o golpe do balcão de benesses oficiais: mais ministérios – inclusive o da Saúde – e diretorias nas estatais. Isso para uma parte do PMDB funciona como um rastilho de pólvora. Faz parte da natureza fisiológica de muitos de seus partidários, que não se envergonham em dar de ombros ao país, quando o momento de crise exige enxugamento e redução de estruturas do Estado.

O povo brasileiro pagará novamente a conta da somatória de desgovernos. Mais presentes, o rombo da Previdência com a volta da CPMF e os cortes sem alternativas às áreas da Educação – Fies, Pronatec, bolsas de pesquisas da Capes, às construções de casas populares do ‘Minha Casa, Minha Vida’, aos medicamentos, custeio e material da Saúde etc.

Por fim, a influência da desvalorização galopante do Real – US$ 1 (um dólar) = R$ 4,10 (quatro reais e dez centavos), os juros escorchantes, o desemprego se assenhorando, a corrupção endêmica… tudo isso para coroar unicamente um projeto de poder no Brasil. O país não merecia isso, os sonhos devem estar noutra dimensão, porque o pesadelo tomou conta de tudo, o tempo todo. Basta!

16 já comentaram! Comente ou link essa página
  1. Sabrina Nogueira Augusto comentou:

    É MUITO ABSURDO!!! NÃO PODEMOS ACEITAR!

  2. Aldo Valentim comentou:

    Bem isso, mas o preço
    Será mais caro que
    Aparente fatura.

  3. Rute Moreira comentou:

    Ou fazemos alguma coisa ,ou ficaremos no fundo do poço.Agora eu como cidadã do povo,pediria a todos Vereadores ,Deputados que transmitisse e nos representassem no congresso debatendo o quando estamos pagando por uma falta de carater que estao fazendo com nós ,os mais humildes.Gostaria muito que todos voces que um dia pediram nosso voto ,nos representasse com suas palavras o quanto o povo nao aguenta mais pagar pelo erro de um Governo mal administrado. E que sendo assim peço-lhes que cumpram o que nos prometeu durante o horario politico,para que numa proxima eleiçao ,pudessemos releije-los de novo.Talvez alguns vereadores assim como deputados ,pouco ligam para nós(povo),mas saibam que esses que nada fazem por nós ; ao se elejeirem numa proxima eleiçao nao terão nosso voto e ,como somos a parte mas prejudicada ,peço-lhes nao so por mim,mas pelo meu , o seu proximo .Por favor façam alguma coisa ;muitissimo obrigada.

  4. Verdades e desonra!

  5. Suely Fernandes comentou:

    Toma esta Brasil. O que vamos fazer……. pagar em silêncio.

  6. Magalhaes Amorim comentou:

    Isso é Uma VERGONHA.

  7. Fausto Ivan Soares de Souza comentou:

    RAUL, ESSE GOVERNO NÃO TEM POÇO NEM FUNDO DO POÇO. COMO DIZ MEU AMIGO ARNHOLD LÁ DE RIO CLARO, “O PIOR NÃO TEM LIMITE”

  8. Pedro Henrique Dória Mesquita comentou:

    Fantastica analise!

  9. Magalhaes Amorim comentou:

    Pois é Raul e a conta mais uma vez vai ficar para o Povo Pagar….

  10. Messias Massaroca comentou:

    Esse Deputado Federal Samuel Moreira (PSDB/SP) merece todo o meu respeito, verdadeiro homem público!

  11. Silvia Regina Siqueira comentou:

    desolador…..só penso em fazer a minha parte, honestamente, cotidianamnete.

  12. Luiza Castro comentou:

    VERGONHA,, VERGONHA,, VERGONHA!!

  13. Rafael Oliveira comentou:

    Excelente artigo! É exatamente o que acontece em todo nosso Brasil. Parabéns Professor Raul Christiano

  14. Alexandre DAtri comentou:

    #falouesisse

  15. Luiz Freitas comentou:

    Prezado Raul …o PT aprendeu direitinho com o PSDB …alguma duvida??? Tal mestre FHC e sua tucanada…..como os engavetamentos dos pedidos de aberturas de processos com a compra dos votos da CPI da Petrobras e reeleição, a venda das estatais, grandes somas depositadas em paraisos fiscais e concluindo a corrupção na Petrobras .

  16. Eduardo Pizzatto comentou:

    [27/9 11:30 PM] Eduardo Pizzatto: Comentários de Silvio Sousa, sobre uma funcionária que roubou mais de 100 mil seu patrão em MT.
    A malandragem tomou conta. Depois de ver o que o governo fez na Petrobras, em outras empresas e em outros órgãos, ninguém mais quer perder tempo. O negócio é catar o que puder. O negócio é não perder tempo. É para ir para o abafa. Roubar na mão grande, na Internet, nas licitações, onde puder se dar bem. Pior que esse pensamento esta fortemente sendo divulgado nas ações e falas do governo, pela imprensa e nas redes sociais. No Brasil, quem tem grana roubada, paga caro advogados porta de cadeia e compra alguns juízes corruptos. Pior para o povo será pagar a reforma da pizzaria Super Supremo em Brasília, onde, após os magistrados corruptos trabalam duro para a libertação os camaradas e se manter a mesma estratégia do mensalão, todos serão soltos antes de completar 1 ano. Por isso, o chefe da quadrilha não precisa ter medo, se ele for preso, que eu duvido muito, vai ser solto, quando o processo chegar na pizzaria. Será um grande festa.
    [27/9 11:34 PM] Eduardo Pizzatto: Assim, cadeia para o PT, PMDB, PSN, PP, PSDB, PCdoB, Democrata, e todos os demais, onde tivermos um corrupto, ladrão, que se vende por cargos e poder, que tira até merenda das crianças ou coloca dinheiro sujo na cueca, que aceita medir serviços não executados pare a receber propina, independente de partidos, cargos, interesses, vínculos, amizades, e principalmente os governantes, gerentes, fiscais de contrato, estes devem pagar pelos seus crimes e pelas suas participações com manipulação da justiça, das leis, privatizações, das medições, das contratações com sobre preço vergonhoso, corrupção em todos os níveis. Se concordar diga cadeia para quem recebeu proprina.

Nome:

Email:

Site:  

Comentar: